Apoiadores

O REliA – referatório de recursos digitais com licenças abertas não poderia ter sido criado sem o apoio de 64 pessoas, que contribuíram financeiramente para o projeto acontecer. Obrigada a todas as pessoas que acreditaram nessa ideia!

Fizemos uma campanha “flex” no Catarse, ou seja, independentemente do valor total arrecadado, faríamos REliA. A doação foi usada no desenvolvimento do código, que está aberto e disponível no git.hub

CONHEÇA NOSSOS APOIADORES!

“Parto da premissa de que o conhecimento, de modo geral, é um bem universal, e que portanto não deve ser tratado como propriedade privada. Por mais que hoje já existam ferramentas para facilitar o acesso a ele, este acesso livre e direto ainda não é realidade para a maioria da população humana, o que favorece a manutenção das lacunas na educação e no desenvolvimento. A criação, o uso e o compartilhamento de REA podem facilitar este acesso, viabilizando a produção autoral e criativa e a cultura de colaboração na educação”

Lia Muschellack

tem paixão por facilitar processos de aprendizagem, e acredita que a tecnologia é uma excelente ferramenta para potencializa-los. Hoje, atua como Diretora de Tecnologia da Escola Avenues São Paulo, onde prepara a instalação de toda a infraestrutura e planeja a inserção da tecnologia na rotina escolar, em especial com foco na criação colaborativa e no compartilhamento de conhecimentos.

“O REA é uma fonte de informação com grande potencial para democratizar o conhecimento, já que possui as licenças abertas, e todos com acesso à internet podem acessar, utilizar, replicar. No entanto, estamos preocupados também com a preparação dessa fonte, já que precisamos que ela seja acessível para o maior número de usuários possível nos diferentes níveis de aprendizado. Por isso, tenho o sonho de construir recursos cada vez mais interativos com a ajuda das TICs, valorizando o aprendizado autônomo e consciente. Assim, uma plataforma como esta, que junte os mais variados recursos é essencial e representa um passo importante para a democratização do conhecimento”

Carolina Evangelista

é bacharela em Letras, Licenciada em Língua Portuguesa e Alemão, e mestranda Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo. É especialista em objetos educacionais digitais e estuda a mediação de interfaces digitais no processo de ensino-aprendizagem, sobretudo em REAs. Há 12 anos atua no mercado editorial, trabalhando atualmente com a produção de materiais didáticos impressos e digitais.

“Barreiras de ordem cultural e de linguagem dificultam ou mesmo impedem o acesso ao uso de REA no Brasil. A RELiA vem a contribuir reduzindo essa barreira de linguagem permitindo que um número crescente de professores que não possuem fluência em inglês tenha acesso à diversos REAs em português. A RELiA também tem o potencial de disseminar o uso de REA no Brasil fomentando uma cultura de colaboração entre professores de diferentes níveis escolares que através da plataforma poderão facilmente encontrar, usar, adaptar, remixar ou produzir novos recursos educacionais digitais conforme suas necessidades e contextos locais.”

Viviane Vladimirschi

é doutoranda em Educação com foco em REA pela Athabasca University, Alberta, Canadá. Consultora, formação de professores e designer instrucional na E-connection. Seu projeto de pesquisa é focado em explorar diretrizes para formação de professores em REA.

“A evolução da cultura digital exige, entre outros, AVAs adaptativos, personalizados; o que gera a necessidade e mais recursos educacionais abertos. Uma plataforma com REAs – organizada por áreas do conhecimento e alimentada com diferentes tipos e formatos de recursos- pode ampliar o debate sobre a organização do trabalho do educador, bem como aprimorar a formação de docentes de diferentes níveis de ensino”

Cristina Bento

é professora e pesquisadora do UNIFATEA/Lorena-SP (PIBID/Pedagogia; PIBIC; PIBIC-EM), membro dos grupos e pesquisa LAPED/UNIFATEA E GPTED/PUC/SP.

“A plataforma RE-li-A não é apenas um espaço para curadoria de objetos digitais educacionais com licenças abertas. Vai além. É uma iniciativa que provoca uma nova forma de pensar educação por meio da força da inteligência coletiva, a partir do talento de tantos educadores espalhados pelo Brasil e do propósito em desenhar uma educação para além das paredes de sala de aula. Uma plataforma que já começa plural por ter sido feita por meio do financiamento coletivo. Com o REliA, a educação brasileira desponta para um cenário disruptivo, criativo e inovador.”

Leila e Washignton Ribeiro

são fundadores da SALA.

“Compartilhar conteúdos é o primeiro passo para a efetiva democratização da educação. Uma plataforma de REA viabiliza o trabalho em rede, a descentralização do conhecimento e a construção de propostas pedagógicas modeladas às necessidades dos educandos. Assim, o REA é ferramenta essencial para uma educação emancipadora.”

Amaralina Machado Rodrigues Xavier

é formada em Comunicação Social pela UFRGS com estudos complementares em Humanidades, antropologia e semiótica cultural na Universidade Autônoma de Madrid, especialização em Planejamento de Comunicação Estratégica pela PUCRS e certificação internacional em Pm4NGOs. Estudou na UPEACE da ONU questões sobre direitos humanos e tecnologias sociais para impacto. É Young ambassador da UNESCO MGIEP, e jovem líder e facilitadora para o desenvolvimento sustentável pelo GAP UNESCO. É co-fundadora do coletivo Porto Alegre Como Vamos.

“A importância de uma plataforma como esta, que indicará e classificará recursos educacionais com licenças abertas é fundamental para que as pessoas adotem com mais frequência este tipo de conteúdos, e mais ainda: que se multipliquem iniciativas de licenciar materiais com licenças abertas, ainda tão pouco compreendidas, embora com uso crescente em educação.”

Carlos Seabra

é editor multimídia, especializado em tecnologias digitais na educação, criador de jogos e estratégias de gamificação, autor de livros e palestrante. Coordena o selo Oficina Digital, na editora Essia.

“A tecnologia nos permite promover inovações fundamentais para a melhora da educação, como a difusão legal de material didático e a democratização de seu acesso. Contudo, um problema ainda persistente é a falta de repositórios de qualidade onde os interessados podem encontrar recursos educacionais abertos com eficiência. O REliA chega, em ótima hora, para atender essa demanda.”

Sergio Branco

é diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS-Rio).

“É um prazer e privilégio poder colaborar, ainda que minimamente, com projeto que intenciona compartilhar, de forma livre, aberta e gratuita, recursos educativos digitais que podem contribuir para a Educação e Cultura em nosso país. Estou convicto que essa proposta é natural do próprio desenvolvimento humano e, inerente, à prática docente, profissão a qual escolhi seguir.”

Dennys Leite Maia

é entusiasta e ativista do uso de tecnologias digitais na Educação e da Cultura Livre. Doutor em Educação Brasileira e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), atuante no Instituto Metrópole Digital (IMD) na área de Tecnologia Educacional. É líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Informática na Educação (GIIfE) e coordenador do projeto que originou o repositório de Objetos de Aprendizagem para Matemática (OBAMA).

“Sou apoiadora da causa porque acredito que educação se faz por todos e para todos. O conhecimento deve ser compartilhado, remixado e amplificado!”

Michelle Dufour

é jornalista com mais de vinte anos de experiência, com passagens pelas principais emissoras do país, como TV Globo e TV Cultura. Trabalhou como repórter na área de educação, comentarista de cultura, roteirista, editora e apresentadora de telejornais. É pós-graduanda em Formação Integral e Práticas Inovadoras na Educação, pelo Instituto Singularidades, facilitadora da técnica de Design Thinking para Educadores, pelo Instituto EducaDigital e de Storytelling pelo Descola.Atualmente integra a equipe de Comunicação da Fundação Vanzolini.

“Gosto do Relia porque carrega em si uma visão de futuro otimista, potente, na qual professores são autores e compartilham conteúdos de forma aberta.”

Marcia Padilha

é educadora, pesquisadora e consultora. Criou o Programa Criamundi que apóia processos de mudança e inovação educativa em escolas e redes de ensino.

“O RELIA, além de conter uma coleção organizada de recursos úteis para professores, é um exemplo claro de que, com pouco investimento é possível criar um repositório de recursos educacionais abertos em software livre. Servirá de inspiração para muitas iniciativas.”

Tel Amiel

é professor da Universidade de Brasília, conduz pesquisas relacionadas ao ensino público e formação docente, na inserção da educação aberta, tecnologia educacional e melhoria escolar.

“O REliA é mais um exemplo de como a cultura do compartilhar é fundamental. O REliA representa uma sistematização do levantamento de recursos educacionais abertos que o projeto REA.br realizou de 2008 a 2015 e que vem sendo atualizado na medida do possível. Agora a ideia é receber indicação de REA diretamente por parte das pessoas que vão utilizar o REliA”

Débora Sebriam

é educadora e pesquisadoras de tecnologias digitiais na educação, coordenadora de projetos do Instituto Educadigital.

“Faz tempo que queríamos organizar um ambiente para indicar REA disponíveis em um formato mais amigável para o usuário, facilitando a busca por área do conhecimento, tipo de mídia, dentre outras categorias. O REliA é um referatório digital (plataforma que indica conteúdos) criado em wordpress que pode ser constantemente ampliado, e também remixado por escolas e outras instituições interessadas em indexar seus próprios conteúdos.”

Priscila Gonsales

é diretora-executiva do Instituto Educadigital.

“O conhecimento sempre fez diferença. Hoje, o conhecimento se tornou um recurso ainda mais estratégico. Vamos apoiar o desenvolvimento do REliA para que possamos avançar na formação de uma grande plataforma de recursos educaionais abertos. Distribuir conhecimento é compartilhar um futuro de mais equidade, justiça e liberdade.”

Sergio Amadeu da Silveira

é membro do Comitê Gestor da Internet no Brasil, professor da UFABC e pesquisador de redes digitais.

“A existência de repositório de REA, categorizada por área de conhecimento, tipo de mídia, etc. auxilia principalmente na difusão do material produzido e disponível na web. Em épocas de oceanos de informação, achar a onda desejada é sempre um desafio.Meu sonho é que a produção de material de ensino que contasse com financiamento público devesse obrigatoriamente, por lei, ser disponibilizado como REA. Se todos(as) nós financiamos a produção daquele material, por que não podemos igual e democraticamente nos beneficiarmos dele?”

Haydee Svab

“A educação aberta é um movimento fundamental para a redução da desigualdade e exclusão social. Este tema deve estar presente na educação básica desde o trabalho com os pequenos, que precisam conhecer, acessar e produzir material levando em consideração esta iniciativa.”

Helena Mendonça – coordenadora de tecnologia Escola da Vila

“A plataforma REliA é a peça que faltava para que os recursos educacionais abertos possam produzir impacto significativo de qualidade e democratização na educação brasileira”

Romero Tori – USP

“Um portal com conteúdos de uso aberto e com boa indexação é fundamental!”

Guile Sandler

TAMBÉM NOS APOIARAM

Ellen Ortiz Elaine Salha  Fernanda de Paula  Lilian Starobinas  Maria Antonia Goulart  Ricardo Poppi  Cristiane Reis  Marcel Nicolau  Salete de Fátima Cordeiro  Rodrigo Gonzatto  André dos Santos Araujo  Valdenice Minatel  Mariana Valente  Ronie Galeano  Diego Borin Reeberg  Aracele Garcia  Graça Santos  Bruno Martineli  Ana Luiza Feres  Luciene da Silva  Teresa Spallargas  Michele Bettine  Marcia Lucas  Dennys Leite Maia